12 de março de 2014

Peixe + papel alumínio + mix de ervas = receita deliciosa do Amora Atelier

As meninas do Amora Atelier estiveram, nesta terça-feira, 12/03, no programa Você Bonita, da TV Gazeta, para ensinar uma receita especial de papelote de filé de peixe com molho de maracujá e cogumelos com arroz perfumado de ervas.

Além de ser uma opção super saudável, o peixe no papelote é uma excelente sugestão de menu para uma refeição que requer um toque de sofisticação, com simplicidade no preparo.

Tome nota dos ingredientes e bom apetite!



Para o peixe, você vai precisar de:

450 g de filé de peixe ou 4 postas médias
2 colheres de sopa de azeite
1 dente de alho espremido
1 cebola picadinha
1 tomate sem sementes picado
1/2 xícara de suco concentrado de maracujá
1 xícara de água
1 xícara de cogumelos de sua preferência
Papel alumínio ou papel manteiga
Sal a gosto

Preparo:

Corte o papel em quadrados de 20 cm x 20 cm. Coloque um filé de peixe em cada pedaço de papel. Em uma vasilha misture o azeite, o alho, a cebola, o tomate, o suco, a água e os cogumelos. Misture tudo e coloque sobre os papelotes com os filés de peixe. Dobre os papelotes e coloque em uma assadeira. Deixe marinar por 30 minutos. Leve ao forno por 30 minutos aproximadamente. Depois é só servir o próprio papelote com o arroz perfumado.
  
Para o arroz perfumado de ervas, você vai precisar de:

3 colheres de sopa de azeite 
1 dente de alho
1 cebola picada
1 xícaras de chá de arroz integral
3 xícaras de chá de água
1 coador de café descartável
Fio dental

2 raminhos de salsinha
2 fios de cebolinha
3 folhas de manjericão
1 folha de louro
3 rodelas de limão
Raspas de 1 limão
50 g de alho poró picado ou 2 pedaços médios picados
Sal a gosto

Preparo:

Raspe a casca do limão, passe um papel filme e guarde em geladeira. Pegue o coador de café e coloque todas as ervas picadas e as rodelas de limão. Amarre com um pedaço de fio dental e separe.
Coloque em uma panela o azeite, o alho e a cebola picada e refogue. Junte o arroz e frite por 2 min. 
Adicione a água e o coador de café com as ervas. Reduza o fogo, tampe e cozinhe até o arroz ficar macio. Depois de pronto, retire o coador e despreze. Solte o arroz com um garfo.
Para servir, decore com as raspas de limão.

Amora Atelier oferece opções de cardápios adequadas às necessidades do seu evento, seja ele corporativo ou pessoal! Nossa equipe está à disposição para esclarecer suas dúvidas e propor sugestões customizadas.

Entre em contato com a gente pelo telefone (11) 3965-6020 ou pelo e-mail contato@amoraatelier.com.br.



20 de fevereiro de 2014

Um brinde aos copos: como identificar a peça correta para cada bebida?

Sejam eles de cristal, vidro ou acrílico, altos ou baixos, os copos são elementos essenciais em qualquer ocasião e formalidade. Mas como identificar o copo certo para determinado tipo de bebida?

É simples: confira a seguir as dicas do Amora Atelier para não se confundir com as variedades de copos e faça bonito em qualquer evento.


1- Tulipa: ideal para cerveja e chope, seu formato favorece a formação de espuma e ajuda a manter a temperatura.

2- Coffee mug: o copo em formato de caneca é adequado para servir bebidas quentes, como o irish coffee 

3- Taça flûte: fina e elegante, essa taça é indicada para espumante e champanhe e mantém as borbulhas da bebida por mais tempo.

4- Taça para Martini: a taça tem este formato para que você a segure pela haste, sem que o calor da mão acelere o aquecimento do líquido, já que um bom Martini é servido bem gelado. Adequada também para coquetéis gelados.

5- Taça champagne: semelhante à taça flûte, serve para espumante e champanhe.

6- Shot: o copinho fino, com base grossa, é recomendado para vodca, já evita que o calor das mãos esquente a bebida, que costuma ser servida gelada e em pequenas doses.

7- Vinho branco: a taça é menor do que a do vinho tinto porque a bebida deve ser servida aos poucos, para não esquentar (o vinho branco deve ser consumido gelado). O bojo é menor para conservar o aroma, mais delicado do que o do vinho tinto. Esta taça também é usada para servir vinho rosé.

8- Taça coquetel: bojuda, esta taça é ideal para bebidas cremosas, à base de creme de leite e leite condensado ou coquetéis de fruta 9- Vinho tinto: a taça tem corpo grande para realçar o sabor e aroma da bebida. É mais larga do que a do vinho branco porque os tintos não precisam estar gelados.

10- Margarita: com haste fina e boca larga, é indicada para servir o coquetel típico mexicano. Na hora de servir este drinque, costuma-se molhar a borda da taça com suco de limão e depois encostá-la em um prato com sal.

11- Taça coquetel: indicada para servir bebidas supercoloridas e decoradas, acomoda perfeitamente coquetéis tropicais e refrescantes

12- Uísque: o copo é largo para acomodar os cubos de gelo, que geralmente acompanham a bebida.

13- Long drink: tradicionalíssimo, é indicado para servir água, refrigerante, suco ou bebidas com bastante gelo, como club soda. Também acomoda bebidas destiladas e coquetéis refrescantes 

E na mesa de jantar?

Quem nunca sentiu aquele leve desespero ao sentar à mesa de um jantar mais formal e se deparar com uma série de copos? Qual utilizar para beber água? E se eu optar por um vinho branco, qual copo pegar?


(Água, vinho tinto, vinho branco e champagne) 

A etiqueta é clara neste caso. Os copos sempre devem ser colocados na seguinte ordem, da direita para a esquerda: vinho branco, vinho tinto, água. Essa é também a ordem de tamanho dos copos. O mais indicado é que o copo de vinho de branco seja o menor, o de vinho tinto o segundo menor e o de água, o maior. Já a taça para champanhe, quando for ser utilizada, deve ficar posicionada ao lado da menor taça.

Tim-tim!

15 de fevereiro de 2014

Truques para um bolo perfeito!

Não tem nada mais gostoso que saborear um bolo quentinho num sábado chuvoso, não é? Confira as dicas imperdíveis do infográfico abaixo para seu bolo ficar gostoso como os feitos pelas vovós :)

Via Folha de São Paulo

12 de fevereiro de 2014

Confira as vencedoras do concurso “Qual o gosto da saudade?”

E chegou o momento de conhecer as receitas vencedoras do concurso "Qual o gosto da saudade?".

Após analisarmos diversas receitas deliciosas e super saudosas, chegamos aos nomes das ganhadoras: Evany Guarda, com pastelzinho recheado com massa de catupiry e Eliana Fioretti, com pão de ló de laranja. Ambas foram contempladas com um kit delicioso do Amora Atelier!

Evany Guarda
Evany Guarda

Eliana Fioretti
Eliana Fioretti

Segundo Evany, a receita do pastelzinho veio de sua tia Elisa e de sua mãe, Maria Augusta, que costumavam prepará-lo quando ela era criança. Naquela época, o catupiry era um ingrediente muito caro, muito celebrado quando então quando era usado fora de festas oficiais de aniversário, era uma alegria que só.

Já o pão de ló de laranja da Eliana é uma receita de sua mãe, Dona Julia. Esse era o bolo que a ela mais gostava quando criança.

Confira abaixo o preparo de cada uma das delícias.

Pastelzinho recheado com massa de catupiry da tia Elisa


Você vai precisar de:
1 caixa pequena de catupiry
2 colheres (sopa) de margarina
1 colher (chá ) de fermento em pó
1 xícara (chá) bem cheia de farinha de trigo
Sal a gosto
Queijo parmesão ralado
Gema para pincelar

Modo de preparo:
Amasse o catupiry com a margarina e o sal. Peneire a farinha com o fermento e junte à primeira mistura. Amasse até ficar uma massa lisa e macia, que não grude nas mãos. Se for necessário, ponha mais um pouco de farinha. Deixe repousar por meia hora e abra com o rolo. Corte em rodelas com um copo e ponha o recheio de sua preferência. Dobre e feche os pasteis. Pincele com a gema e polvilhe com o queijo, leve ao forno quente por cerca de 15 minutos.

Pão de ló de laranja da Dona Julia


Você vai precisar de:
3 ovos
2 xícaras de açúcar 
2 xícaras de farinha de trigo
1 xicara de suco de laranja

1 colher (sopa) de  fermento 

Para a calda:
2 vidros de leite de coco
1 copo de leite
4 colheres (sopa) de açúcar

Modo de preparo:
Bater as claras em neve, juntar as gemas, açúcar, farinha e por último o suco de laranja e o fermento. Depois de assado, ainda quente, regar o bolo com a calda quente.

Fique ligada em nossas próximas promoções e participe!

30 de janeiro de 2014

Qual o gosto da saudade? Participe do concurso que vai eleger a receita mais saudosa!

Hoje, 30 de janeiro, é comemorado o Dia da Saudade.

A palavra saudade vem do latim solitate, que quer dizer solidão, mas para nós, que falamos português, ela tem um significado muito mais abrangente e complexo, o que a torna uma das palavras mais difíceis para ser traduzida para outros idiomas.

Sentimos saudade das coisas que fizeram bem e dos momentos que foram bons! Sentir saudade é sinal de que a vida tem muita coisa boa pra ser lembrada. Esse sentimento pode se manifestar nas mais diversas situações do dia-a-dia e das mais variadas formas. Quem nunca sentiu saudades, por exemplo, de alguém querido ou de algum momento especial ao preparar ou saborear uma tradicional receita de família?

Por isso, nós do Amora Atelier propomos um delicioso desafio para celebrar esse sentimento tão especial: o concurso “Qual o gosto da saudade?” Queremos conhecer a receita que mais aquece o coração a cada mordida.

Para participar é muito simples: basta mandar, até a próxima semana, sua receita para o e-mail contato@amoraatelier.com.br, junto com uma foto sua e uma frase contando porque essa é a sua receita com gosto de saudade. A pessoa vencedora terá sua receita saudosa publicada em nossas redes sociais e será presenteada com um brinde especial do Amora Atelier.

Participe!